destaque!

Veja-se na sua velhice aqui, Bolsonaro e companhia já aderiram a brincadeira

De políticos, como Flávio Bolsonaro, até celebridades, como Xuxa, milhares de pessoas se renderam à mais nova febre da internet: envelh...

você acredita na justiça? Juíza que autorizou busca na casa de filho de Lula diz ter sido enganada

(Sem Deus não há vida, sem família não há base para nada...)



Por; Rosinaldo Pereira



Juíza que autorizou busca na casa de filho de Lula diz ter sido enganada



Na manhã da terça-feira 10, o delegado da Polícia Civil de Paulínia (SP), Rodrigo Luís Galaz­zo, acompanhado de três investigadores armados, tocou a campainha da casa em que mora o filho adotivo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o psicólogo e ex-­vereador Marcos Cláudio Lula da Silva – ele é filho do primeiro casamento da ex-primeira-dama Marisa Letícia, que morreu em fevereiro deste ano.



Procurava “drogas e armamento pesado”, informação que lhe chegara por meio do Disque-Denúncia e cuja veracidade o policial não se deu ao trabalho de checar de outra forma. Mesmo sem nada encontrar, o delegado e sua equipe acharam por bem não sair do local de mãos abanando. Levaram então dois computadores, CDs, DVDs e pen drives que encontraram na casa — e ainda foram para um segundo endereço, onde também não acharam nada.
No dia seguinte, a juíza que autorizou a busca e apreensão, Marta Pistelli, determinou que todos os objetos fossem devolvidos e se disse “enganada” pelos policiais. Afirmou que o pedido de busca não identificava o morador da residência e que autorizara que a polícia visitasse apenas um local, e não dois.
Outro ladoA Secretaria da Segurança Pública esclarece que o delegado responsável pela diligência na operação policial do dia 10/10, em uma residência no município de Paulínia, foi afastado do caso para a preservação das investigações. A ação foi realizada em cumprimento ao mandado da juíza Marta Brandão Pistelli. Na quarta-feira (11), o secretário Mágino Alves Barbosa Filho determinou instauração de procedimento administrativo para apurar em que condições ocorreu a diligência de busca e apreensão. conteúdo; VEJA



Seguir no twitter;

Continue lendo e deixe seu comentário....


-A esquerda quer nos calar! não deixe que isso aconteça, curta nossa página...


Deixe seu comentário aqui!


  • APÓS COMENTAR, VOLTE PARA CAPA
  • Compartilhe Agora