Neste site tem: "Black Friday"







Globo quer desligamento de Luciano Huck caso ele se candidate à presidência "Marina sua vice"

Em: __Por: Rosinaldo Pereira

__ 11/13/2017




Globo quer desligamento de Luciano Huck caso ele se candidate à presidência "Marina sua vice"




Globo quer desligamento de Luciano Huck caso ele se candidate à presidência




Luciano Huck recebeu um ultimato da cúpula da Globo. Caso queira se candidatar à presidente nas próximas eleições, em 2018, o apresentador terá que deixar a emissora até dezembro. A informação é da coluna "Radar", da revista "Veja". Há seis meses, o marido de Angélica descartou intenção de substituir Michel Temer, mas recentemente circulou a informação que Huck já teria escolhido o PPS como seu partido caso saia candidato. Ainda de acordo com a publicação, o apresentador planeja ter Marina Silva como sua vice em uma eventual chapa.




ANGÉLICA DEIXA A GLOBO CASO O MARIDO SAIA CANDIDATO

Atualmente à frente do "Vídeo Game" e do "Estrelas", que não estará na grade do ano que vem, a apresentadora estaria fora da emissora carioca em caso de Huck aceitar disputar a Presidência. De acordo com a colunista Keila Jimenez, Angélica não estaria animada com a possibilidade de deixar a TV em prol da política. E que o marido não tem pretensão de ser presidente. Ao mesmo tempo, a apresentadora já desenvolve um novo programa para 2018. créditos;  purepeople.com.br








Se você não divulgar, a Globo não divulga: Compartilhe em "grupos" e alcance mais pessoas:

Seguir no twitter;



"Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem"


O jornalismo em que você confia depende de você. Colabore com a Imprensa livre sem dinheiro público, doando qualquer valor. Acesse:









Pátria amada Brasil até morrer!
Grupo Público · 50.197 membros
Participar do grupo
Temos total liberdade de apoiarmos a direita encabeçada por Jair Bolsonaro e depois Sergio Moro. junte-se a nós.

Destaque do dia..

STF demora 63 anos para julgar processo e até advogados já morreram

No dia 31 de maio de 2019, depois de 63 anos,  o STF julgou o caso de Paulo Roberto Menezes que pedia para ser reconhecido como fil...

As mais lidas do dia