URGENTE; LULA QUER PRISÃO DE SERGIO MORO

Por; Rosinaldo Pereira /colunista

LULA QUER PRISÃO DE SERGIO MORO




POLÍTICA DO BRASIL
Além de atacar o TRF-4, em particular o presidente do tribunal, Carlos Eduardo Thompson Flores, e o revisor da Lava Jato, Leandro Paulsen, Lula disse também que Sergio Moro tem de perder o emprego: “Juízes com o comportamento dele deveriam ser exonerados.”

A defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ingressou uma queixa-crime subsidiária no Tribunal Regional Federal da 4ª Região no ano passado, para que o juiz Sergio Moro, que conduz a Operação Lava Jato na primeira instância, em Curitiba, seja condenado pela prática de abuso de autoridade, no entendimento da defesa. Entre as punições previstas para esse tipo de delito, estão a detenção de dez dias a seis meses, a suspensão e a exoneração do cargo, conforme frisado pela nota assinada pelos advogados Cristiano Zanin Martins e Roberto Teixeira.

veja também; 

CONFIRMADO; LULA IRÁ A PORTO ALEGRE NA VÉSPERA DO JULGAMENTO E CLIMA FICA TENSO 


TENSÃO

Os advogados estão cautelosos,  porque acreditam que se Lula for à capital gaúcha, deverá retornar ainda no dia 23 a São Paulo, uma vez que “dirigentes do partido querem evitar........LEIA MAIS





Não é de hoje que o petista tenta tirar o juiz federal do comando da operação que custou sua condenação, a lava jato, é só ler atentamente o texto citado acima que lula sempre investiu em tentar colocar Moro na cadeia. Lula disse também que Sergio Moro tem de perder o emprego: “Juízes com o comportamento dele deveriam ser exonerados.”




Segundo publicação de Veja  “Após expor todos os fatos que configuram abuso de autoridade, a petição pede que o agente público Sergio Fernando Moro seja condenado nas penas previstas no artigo 6º. da Lei 4.898/65, que pune o abuso de autoridade com detenção de dez dias a seis meses, além de outras sanções civis e administrativas, inclusive a suspensão do cargo e até mesmo a demissão”, diz o texto publicação em 2016.


A legislação invocada por Lula para propor a ação é justamente a que, Renan Calheiros (PMDB-AL), quer substituir por um projeto de 2009, que tramita há anos no Congresso e voltou a ser pautado neste momento, que prevê o endurecimento das punições por abuso de autoridade.

O ex presidente foi condenado a nove anos e eis meses de cadeia por corrupção passiva e lavagem de dinheiro, no caso triplex.



Continue lendo....