destaque!

Bolsonaro assina decreto para o envio das Forças Armadas que irá proteger a Amazônia dos invasores

Após participar de uma reunião com ministros na tarde desta sexta-feira (23), o presidente Jair Bolsonaro assinou um decreto que autor...





URGENTE; SE UM DESEMBARGADOR PEDIR VISTA, OU NÃO DEREM VOZ DE PRISÃO, LULA SERÁ CANDIDATO

(Sem Deus não há vida, sem família não há base para nada...)



Por; Rosinaldo Pereira



SE UM DESEMBARGADOR PEDIR VISTA, OU NÃO DEREM VOZ DE PRISÃO, LULA SERÁ CANDIDATO


Victor Laus é o único que costuma pedir vista nos julgamentos da 8ª Turma. A revista istoé publica que Gebran Neto é um juiz linha-dura, enquanto Leandro Paulsen adota posições mais moderadas.

Desde que o ex presidente Luiz inacio lula da silva foi condenado na maior operação da PF a nove anos e seis meses de cadeia por corrupção passiva e lavagem de dinheiro, que o assunto em manchetes nacionais e internacionais é lula será ou não candidato?.

AS possibilidades são reais. Existe uma possibilidade real para que lula condenado em primeira instancia pelo juiz federal Sergio Moro seja candidato a presidente do país.

Segundo especialistas o ex-presidente pode sim ser candidato, desde que um desembargador peça vista no caso. Para que o ex presidente não seja candidato e também seja preso é preciso que os três desembargador votem pela condenação, "que seria a confirmação dada em primeira instância pelo juiz federal Sergio Moro".




SE UM DESEMBARGADOR PEDIR VISTA, LULA SERÁ CANDIDATO

Victor Laus é o único que costuma pedir vista nos julgamentos da 8ª Turma. A revista istoé publica que Gebran Neto é um juiz linha-dura, enquanto Leandro Paulsen adota posições mais moderadas.


Portanto, ele pode determinar se o caso de Lula será concluído agora ou se será marcada nova data de julgamento, com isso lula ganharia tempo.  Diante disso, o voto de Laus deverá definir o futuro de Lula. Se for condenado pelo TRF4, o petista ficará inelegível.

leia também

Rito no TSE pode permitir que Lula seja candidato mesmo se condenado, diz especialista



Segundo UOL "em São Paulo 13/12/201704h00 por Mirthyani Bezerra , o TSE [Tribunal Superior Eleitoral] não pode dizer que ele não é candidato, porque existe um rito [para impugnações de candidaturas] que precisa ser seguido. Não existe nada que possa impedir que ele comece a campanha", afirma Fernando Neisser, advogado e coordenador adjunto da Abradep (Academia Brasileira de Direito Eleitoral e Político).

Neisser explica; Mas para decidir se Lula poderia ou não prosseguir com a candidatura e, eventualmente, ser eleito, o TSE precisaria primeiro intimar o partido, receber a defesa dele, realizar as audiências, analisar provas e ter as alegações finais de todas as partes do processo. Para Neisser, pelo rito, apenas no começo de setembro os ministros da corte decidiriam se impugnam ou não a candidatura do ex-presidente".

Este é o grande motivo pelo qual o ex presidente e militância petista vem usando de todas as artes manhas com MST, CUT, SINDICATOS, ARTISTS DE ESQUERDA,  para pressionar o TRF-4 afim de que um dos desembargadores pesa vista do caso triplex do Guarujá, com isso o petista ganharia tempo.

Assuntos que existem evidências;  Um ex-ministro do Supremo Tribunal Federal, em meio às festas de virada do ano, pôs água na fervura que envolveu o julgamento de Lula. Para ele, apesar de toda a agitação na bolsa de apostas, a sentença de Sergio Moro deve ser confirmada por unanimidade na 8ª Turma do TRF4, ou seja, três votos a zero contra o recurso do ex-presidente.



SE UM DESEMBARGADOR PEDIR VISTA, OU NÃO DER VOZ DE PRISÃO LULA SERÁ CANDIDATO

Porém, Lula só conseguiria participar de atividades de campanha se a 8ª turma do TRF-4 não determinar sua prisão, já que ela não é obrigatória e depende da decisão dos desembargadores. Quando condenou Lula na primeira instância, o juiz Sergio Moro permitiu que o ex-presidente recorresse em liberdade.

PT poderia lançar Lula e substituí-lo antes do 1º turno, se não receber vóz de prisão no julgamento

Caso Lula tenha o registro de candidatura indeferido pelo TSE entre o 1º e o 2º turno, os votos que seriam dados a ele na primeira metade da eleição seriam considerados nulos na contagem de votos do Tribunal. "Nesse caso, o primeiro e o segundo lugares depois do Lula disputariam o segundo turno", diz o especialista.
Para não correr o risco de ver seus votos anulados no caso de o TSE decidir pela impugnação, o PT pode recorrer ao trecho da lei que permite que o partido substitua a candidatura em até 20 dias antes da eleição.








Seguir no twitter;

Continue lendo e deixe seu comentário....


-A esquerda quer nos calar! não deixe que isso aconteça, curta nossa página...


Deixe seu comentário aqui!


  • APÓS COMENTAR, VOLTE PARA CAPA
  • Compartilhe Agora




    1964 Pode voltar! -Inscreva-se no canal Pátria amada Brasil










    Bombando na WEB