GILMAR, TOFFOLI E LEWANDOWSKI SOLTAM DIRCEU

Por; Rosinaldo Pereira /colunista


GILMAR, TOFFOLI E LEWANDOWSKI SOLTAM DIRCEU





A Segunda Turma do STF acaba de concluir o julgamento que soltou José Dirceu.
Ricardo Lewandowski, Dias Toffoli e Gilmar Mendes votaram nesse sentido. Edson Fachin ficou vencido. Celso de Mello não está na sessão.
Cada dia que passa piora.
A Segunda Turma do STF vai levar o Brasil a um crise devastadora.


Os ministros golpistas serão responsabilizados por suas decisões. 
Condenado a 30 anos de prisão e 9 meses de prisão por corrupção ativa, lavagem de dinheiro e organização criminosa na Operação Lava Jato, ele já havia começado a cumprir a pena neste ano.

A proposta de libertar José Dirceu partiu do ministro Dias Toffoli e foi seguida pelos ministros Gilmar Mendes e Ricardo Lewandowski.
O único a votar contra foi Edson Fachin, relator da Lava Jato no STF. Celso de Mello estava ausente na sessão e não participou do julgamento.

A decisão não altera a jurisprudência do STF que permite a execução provisória após condenação em segunda instância, mas cria uma exceção, que pode ser aplicada também para outros casos individualmente.



Continue lendo....