Jesus








Antes leia, o destaque!

Postagem em destaque

Ciro Gomes e Alvaro Dias apoiam Bolsonaro no segundo turno

Ciro Gomes e Alvaro Dias apoiam Bolsonaro no segundo turno Já foi dada a largada oficial rumo ao planalto, Ciro Gomes e Alvaro Di...

Condenação perfeita; Advogados de lula desentendem e o presidiário continua preso


Por; Rosinaldo Pereira /colunista

sexta-feira, 27 de julho de 2018




Advogados de lula desentendem e o presidiário  continua preso






Advogados de lula desentendem e o presidiário  continua preso, porque não dizer; (uma condenação perfeita) 



reportagem UOL.

Para quem quer ser presidente pela terceira vez, Luiz Inácio Lula da Silva (PT) já estava em situação bastante complicada: condenado na Operação Lava Jato, preso e, em tese, inelegível. Agora, a três semanas do início da campanha eleitoral, o ex-presidente lida também com problemas justamente entre aqueles que escolheu para reverter este quadro na Justiça.




Além do já conhecido embate entre Cristiano Zanin Martins e o ex-ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Sepúlveda Pertence, advogados que tentam tirar Lula da cadeia, há relatos também de divergências entre Luiz Fernando Casagrande Pereira, consultor de direito eleitoral da candidatura de Lula, e o ex-ministro Eugênio Aragão, advogado do PT.
Zanin, Pertence e Pereira não quiseram comentar o assunto. José Roberto Batochio, que trabalha com Zanin e Pertence, também optou por não falar. Aragão, por sua vez, disse ser normal que haja "problemas de comunicação" ocasionais em uma equipe grande, mas afirmou que o trabalho está sendo feito em conjunto.





"Fogo amigo": o começo de tudo



Amanda Perobelli - 5.abr.2018/Estadão Conteúdo
O advogado Cristiano Zanin Martins
Os atritos vieram a público no fim de junho, quando Pertence entrou com um pedido de prisão domiciliar para Lula e, em seguida, Zanin negou que a defesa do ex-presidente quisesse fazê-lo. Segundo o UOL apurou, Lula seria contra a ideia, pois enfraqueceria o discurso de que é inocente no chamado caso do tríplex.


Dias depois, a Folha de S. Paulo noticiou que Lula recebeu uma carta de Pertence na qual o ex-ministro do STF demonstrou sua insatisfação com o andar da defesa. A crise passou até por um grupo de WhatsApp com dezenas de advogados, em que Eduardo, um dos filhos de Pertence, fez críticas a Zanin. Sem citar nomes, Zanin criticou o "fogo amigo" e saiu do grupo.


Na semana passada, Pertence fez uma visita de quase três horas ao ex-presidente. O advogado deixou a sede da Polícia Federal em Curitiba dizendo que Lula pediu alguns dias para "buscar uma solução".


O ex-presidente não teria aceitado a ideia de dividir funções entre os advogados, com Pertence dedicado apenas aos tribunais superiores.

Zanin atua na defesa de Lula desde o começo da Lava Jato. Ele é genro e sócio de Roberto Teixeira, compadre do ex-presidente há décadas. Sepúlveda Pertence também é amigo de Lula há muitos anos. Passou a integrar a defesa no começo do ano, depois que Lula foi condenado em segunda instância no caso do tríplex, para reforçar a equipe nos recursos ao STJ (Superior Tribunal de Justiça) e ao STF.

Recentemente, o ex-prefeito paulistano Fernando Haddad (PT) também foi nomeado como advogado de Lula. A medida foi uma forma de facilitar o acesso de Haddad, responsável por coordenar o programa de governo do PT, ao ex-presidente. Como advogado, Haddad pode visitar Lula quando quiser.





Lula não quer interferir, diz deputado

Segundo o deputado federal Wadih Damous (PT-RJ) -- que também foi designado como advogado de Lula --, o ex-presidente não quer interferir no trabalho da defesa e orientou Zanin e Pertence a chegarem a um consenso sobre como vão trabalhar.
Damous reconheceu que a imagem de uma defesa desorganizada não é boa, mas considerou "comum" que haja diferenças entre os advogados e disse que elas já foram "prontamente dirimidas".
"Acho que, daqui para frente, as coisas vão se encaixar. Isso já está administrado", disse. "O cliente é um brilhante mediador."



O advogado Luiz Casagrande Pereira No caso de Casagrande e Aragão, o primeiro estaria insatisfeito com as críticas públicas do ex-ministro ao Judiciário. Para Casagrande, a postura mais militante do que técnica não ajudaria a defesa, relatou uma fonte que não quis ser identificada.
A presidente do PT, senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR), foi chamada para interceder. Ela se encontrou com Casagrande nesta quinta (26), mas não houve consenso.
De acordo com uma outra fonte que também quis ter a identidade preservada, em breve deve haver uma definição mais precisa pelo PT do papel de cada advogado, para que não haja prejuízo à defesa de Lula.

Luis Macedo - 14.mar.2016 / Câmara dos Deputados




O ex-ministro Eugênio Aragão

Especializado em direito eleitoral, Casagrande já havia elaborado estudos sobre cenários para a candidatura de Lula a pedido do PT. Ele não é filiado ao partido e já prestou serviços ao presidente Michel Temer (MDB) e ao ex-governador do Paraná Beto Richa (PSDB).

Já Aragão foi ministro da Justiça no fim do governo Dilma, vice-procurador-geral eleitoral entre 2013 e 2015 e subprocurador-geral da República. Em 2017, abriu seu próprio escritório de advocacia.
A equipe de direito eleitoral à disposição de Lula também passou a contar com o advogado Fernando Neisser, que vai atuar como consultor do ex-presidente para o registro de candidatura.


Apaziguada ou não, a defesa de Lula deve encarar momentos cruciais já nos próximos dias. Na quarta-feira (1º), o STJ e o STF encerram seu recesso, e há a expectativa do julgamento dos pedidos de suspensão da prisão de Lula nos primeiros dias de trabalho. A depender do resultado, os advogados terão que entrar com novos recursos.
Na frente eleitoral, a data-chave é 15 de agosto, quando Lula deverá ser registrado como candidato presidencial do PT. A legalidade da candidatura dependerá de uma análise da Justiça Eleitoral que pode ser feita até o dia 17 de setembro.






Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

Últimas atualizações



VOCÊ VIU?

As mais lidas da semana

Bombando no Google



 
JORNAL 21 BRASIL.
jornal do brasil, jornal 21, notícias de Bolsonaro, política do brasil, Jornalismo livre, a tragetoria de Sergio Moro, notícias do brasil, notícias de Sergio Moro, notícias de lula, lula preso, lula na cadeia, operação lava-jato




  • ""CONHEÇA ""SOCIAL VIVA VIDA"" a mais nova Rede social da família""

  • ""JORNALISMO LIVRE""



  • ""O SEU JORNAL DIGITAL 24 HORAS POR DIA, 7 DIAS POR SEMANA. ""