Jesus




Um homem à frente do tempo (em quatro casos Sergio Moro contrariou decisões de tribunais superiores e venceu três)


Por; Rosinaldo Pereira /colunista

quarta-feira, 11 de julho de 2018

Um homem à frente do tempo (em quatro casos Sergio Moro contrariou decisões de tribunais superiores e venceu três)


Sergio Fernando Moro não é um juiz comum, ele está à frente do seu tempo. Olá, aqui é Rosinaldo Pereira colunista do site de notícias Jornal 21 Brasil. 


Diante do que ocorreu no último domingo (8) por parte do que chamamos de militantes ou defensores do PT, não foi nada normal, mas uma conspiração contra o estado de direito. O fato é muito simples de entendermos; todo trabalhador tem direito de descanso, consequentemente dependendo da função existem plantonista ou substituto para ocupar a função dos servidores que estão em descanso, foi aí que começou a conspiração para tentar retirar o lavador de dinheiro do AP na sede da PF em Curituba, mas o plano falhou.

O juiz Sergio Moro responsável pelos processos da operação lava-jato estava em descanso, (férias) mas de olho em seus algoses, talvez até sentindo o que poderia acontecer na sua ausência. Segundo publicou o estadão, Passava das 19h30 da última sexta-feira, 6, quando o advogado e deputado federal Wadih Damous (PT-RJ) protocolou o pedido de habeas corpus com liminar em favor de Luiz Inácio Lula da Silva. Endereçado ao desembargador plantonista do Tribunal Regional Federal da 4.ª Região (TRF-4) – a segunda instância da Operação Lava Jato de Curitiba -, o documento alega ilegalidade nas decisões do juiz federal Sérgio Moro e fatos novos no processo para pedir a soltura do ex-presidente, que está preso e condenado desde o dia 7 abril.

Naquele domingo, 8, o desembargador plantonista Rogério Favreto que já foi filiado ao PT por muitos anos mandou soltar Lula, acolhendo pedido que teve como signatários Damous e os deputados federais Paulo Pimenta (PT-SP) e Paulo Teixeira (PT-SP) – em plena ressaca da desclassificação do Brasil na Copa.
Por volta das 12 horas no domingo, quando os deputados Wadih Damous e Paulo Pimenta tentava a libertação de Lula na sede da Polícia Federal, em Curitiba, onde o ex-presidente está preso em uma cela de Estado Maior montada para ele, o juiz Sérgio Moro determinou que a ordem de soltura não fosse cumprida e que o relator da Lava Jato no TRF-4, desembargador João Pedro Gebran Neto, fosse consultado. Moro afirmou que o desembargador é ‘absolutamente incompetente’ para contrariar decisões colegiadas do Supremo e do TRF-4. Repare! aqui neste caso Sergio Moro está de fato à frente do tempo.

A folha de São Paulo também publicou o que venho chamando de "Um homem à frente do tempo" não é todos os dias que vemos um juiz de primeira instância peitar decisões de juízes de instâncias superiores, e quando isso acontece contraria a todos que estão interessado no caso, ou seja, aqui era soltar o lavador de dinheiro da cadeia (AP). 




Diz o texto -Mantida a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, chegou a quatro o número de casos em que o juiz federal Sergio Moro contrariou decisões de tribunais superiores desde o início da Lava Jato. Em três desses casos, ele conseguiu o que queria.
Responsável pelas ações da operação no Paraná, Moro só recuou uma vez até agora, ao cancelar a ordem para que o ex-ministro José Dirceu fosse monitorado por tornozeleira eletrônica após sua libertação pelo Supremo Tribunal Federal, na semana passada.






Black Friday vem aí... a Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

As mais lidas da semana

VOCÊ VIU?

 
JORNAL 21 BRASIL.
jornal do brasil, jornal 21, notícias de Bolsonaro, política do brasil, Jornalismo livre, a tragetoria de Sergio Moro, notícias do brasil, notícias de Sergio Moro, notícias de lula, lula preso, lula na cadeia, operação lava-jato
  • ""JORNALISMO LIVRE""



  • ""O SEU JORNAL DIGITAL 24 HORAS POR DIA, 7 DIAS POR SEMANA. ""