CUBA, VENEZUELA, BOLÍVIA,ANGOLA, GUINÉ EQUATORIAL E CONGO NÃO INVESTIRÃO MAIS NO BRASIL SE BOLSONARO FOR ELEITO

Por; Rosinaldo Pereira /colunista

CUBA, VENEZUELA, BOLÍVIA,ANGOLA, GUINÉ EQUATORIAL E CONGO NÃO INVESTIRÃO MAIS NO BRASIL SE BOLSONARO FOR ELEITO





Bolsonaro já disse, não tem acordo com a esquerda. Países como Cuba, Venezuela, Bolívia, Angola Guine equatorial, Congo e entre outros, não levarão nenhum centavo do povo brasileiro



O País já colocou R$ 2 bilhões na ilha que ficou mais conhecida como ilha de Fidel. Um dinheiro que poderia modernizar nossos aeroportos, portos e rodovias. Uma risonha presidenta Dilma Rousseff inaugurou, ao lado do ditador cubano Raúl Castro, a primeira fase do Porto de Mariel, em Havana. 



Na época, a presença de Dilma se devia a uma razão principal: a conta foi paga por ela – na verdade, por todos os brasileiros. O Mariel custou US$ 957 milhões de dólares, dos quais US$ 802 milhões vieram de financiamento concedido pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). O montante equivale a R$ 2 bilhões.  Um dinheiro que poderia modernizar nossos aeroportos, portos e rodovias.






Continue lendo....