O medo da "GLOBO"; Com Bolsonaro eleito, a Globo vai ter que pagar sua divida de R$ 358 milhões em impostos sonegados

Por; Rosinaldo Pereira /colunista

O medo da "GLOBO"; Com Bolsonaro eleito, a emissora vai ter que pagar sua dívida de R$ 358 milhões





A Globo e o grupo que atua na cabotagem do processo democrático ficou vulnerável a ameaças como o pré-candidato Jair Bolsonaro, figura rejeitada por praticamente todos os globais e vista com bons olhos pelo mercado, o fato foi comprovado no jornal nacional, a Globo tem medo de Bolsonaro. 

Não há como ignorar que Bolsonaro é um dos pré-candidatos que mais cresce na preferência do eleitorado. Sua média de aprovação salta de 20% para 25% entre os eleitores mais jovens. O que mais preocupa os setores resistentes ao seu nome é que ele cresce em todas as regiões do país, mesmo com o nome de Lula nas pesquisas, Bolsonaro cresce de uma forma gigantesca.



A Globo já deu o pontapé inicial em sua estratégia para tentar desconstruir a imagem de possíveis surpresas, como  Bolsonaro, que pode ser eleito já no primeiro turno.

Veja porque a Globo tem medo de Bolsonaro




Dívida da Globo em impostos chega a R$ 358 milhões

A Receita Federal conclui que a Globo usou onze empresas em paraísos fiscais para sonegar impostos pela compra de direitos de transmissão da Copa do Mundo de 2002. DARF, a ser recolhido por emissora de João Roberto Marinho e seus dois irmãos, é de R$ 358 milhões. 





O candidato ao planalto Jair Bolsonaro já disse, "a Globo vai ter que pagar sua dívida" se caso for eleito; a Globo está em pânico.
Vale lembrar que; 
"Uma nota publicada na coluna Radar, do jornalista Lauro Jardim, revela um pepinaço para a Rede Globo, da família Marinho. Leia:
Em 2012 a dívida da Rede Globo era de 2,1 bilhões de reais à Receita Federal por operações que resultaram em um recolhimento menor de impostos. Das setenta grandes empresas autuadas em procedimentos semelhantes, a Globo foi a única cujos argumentos não foram aceitos. Não sabemos se foi pago.


Continue lendo....