A maior vergonha do PT e seus aliados não foi ver lula preso, será ver um homem e dentro de um hospital vencer a eleição

Por; Rosinaldo Pereira /colunista

A maior vergonha do PT e seus aliados não foi ver lula preso, será ver um homem e dentro de um hospital vencer a eleição





O PT, partido dos trabalhadores sempre se envolveu ao longo de sua existência em esquemas de corrupção,  agora, pode ver um homem de dentro de um hospital vencer a maior eleição de todos os tempos, o capitão da reserva Jair Messias Bolsonaro.

O ex-presidente Luiz Inácio lula da silva sempre foi o maior líder interno do partido dos trabalhadores PT, agora, tenta eleger de dentro da cadeia, um poste "Haddad" ao cargo máximo da política brasileira, cargo este que ocupou por dois mandatos, onde realizou suas falcatruas, até ser condenado na maior operação da PF, a lava-jato.

O PT, teve sua primeira derrota ao ver o seu líder condenado por um tribunal de segunda instância TRF-4, rebocado para a sede da PF em Curitiba, onde cumpre sua pena de doze anos e um mês de cadeia em regime fechado. No entanto a carceragem da PF onde o lavador de dinheiro se encontra preso, tornou-se o comitê central da campanha presidencial do PT, é de lá que sai as ordens de comando para o seu poste.


Haddad, em plena campanha com o objetivo de tirar o presidiário que saqueou o país levando ao caus, surgiu um fato novo, Jair Bolsonaro foi esfaqueado.

Tentativa de homicídio 
Quando cumpria sua agenda de campanha em Juiz de Fora, parecia tudo normal, mas não estava. No meio da grande multidão que acompanha seu líder "Bolsonaro", lá estava um homem querendo mata-lo, isso é verdade, o criminoso o esfaqueou atingindo em cheio o presidenciável líder em todas as pesquisas de intenção de voto, que se Bolsonaro demorasse cinco (5) minutos par ser atendido na Santa Casa,  o capitão teria ido a óbito.

Bolsonaro está vivo para governar o país



Sem um grande partido, sem alianças partidárias, Bolsonaro segue firme. A maior vergonha para o PT e seus aliados não foi ver lula preso, será ver um homem e dentro de um hospital vencer a eleição. O capitão tem o apoio da sociedade, do povo, dos brasileiros de bem, que sonham com (um país livre do comunismo, do aborto, da ideologia de gênero, do kit gay nas escolas, dos altos impostos, da insegurança, da criminalidade, da injustiça e outras mazelas), como diz o próprio Bolsonaro, temos tudo, mas tudo mesmo para sermos uma nação muito maior e muito mais feliz.




Continue lendo....