"Destaque do dia"


Bolsonaro reeleito, não tem adversário

Uma pesquisa encomendada pela Veja mostra que, se a disputa fosse hoje (e com Lula ficha suja), Jair Bolsonaro teria 33% dos votos. A ...




Moro deixa a lava-jato e nem vai interrogar Lula no dia 14

Em: __Por: Rosinaldo Pereira
__ 11/01/2018




Moro deixa a lava-jato e nem vai interrogar Lula no dia 14




Moro diz adeus à Lava Jato e nem vai interrogar Lula no dia 14




Em nota oficial, juiz federal que aceitou nesta quinta, 1, convite para assumir o superministério da Justiça de Bolsonaro, afirma que maior operação de combate à corrupção no País 'seguirá em Curitiba com os valorosos juízes locais'; Moro diz que perspectiva de implementar uma 'forte agenda anticorrupção e anticrime organizado' o levaram a tomar a decisão de deixar a toga, após 22 anos de carreira.


O juiz Sérgio Moro informou nesta quinta, 1, em nota oficial, que já está deixando a Operação Lava Jato. Como aceitou o convite do presidente eleito Jair Bolsonaro para assumir o superministério da Justiça, Moro comunicou publicamente que ‘para evitar controvérsias desnecessárias, desde logo afasta-se de novas audiências’. No próximo dia 14, o ex-presidente Lula iria ser interrogado por Moro no processo sobre o sítio de Atibaia – o petista é acusado de corrupção e lavagem de dinheiro. A audiência, agora, deverá ser realizada pela substituta de Moro, a juíza Gabriela Hardt.

Na nota, Moro destaca que ‘a Operação Lava Jato seguirá em Curitiba com os valorosos juízes locais’.
Moro conduziu a Lava Jato desde o início da grande operação, deflagrada em sua fase ostensiva em março de 2014, levando à condenação de políticos, empreiteiros, doleiros e administradores da Petrobrás.

Sobre o convite de Bolsonaro, que aceitou após reunião na manhã desta quinta, 1, Moro anotou. “Fui convidado pelo sr. presidente eleito para ser nomeado Ministro da Justiça e da Segurança Pública na próxima gestão. Após reunião pessoal na qual foram discutidas politicas para a pasta, aceitei o honrado convite.”

Moro deixa a toga após mais de duas décadas de carreira, mas se dizendo entristecido. “Fiz com certo pesar pois terei que abandonar 22 anos de magistratura.”

O juiz revelou o que o levou a tomar a decisão. “A perspectiva de implementar uma forte agenda anticorrupção e anticrime organizado, com respeito à Constituição, a lei e aos direitos, levaram-me a tomar esta decisão.”


“Na prática, significa consolidar os avanços contra o crime e a corrupção dos últimos anos e afastar riscos de retrocessos por um bem maior.”

A NOTA OFICIAL DE SÉRGIO FERNANDO MORO

Fui convidado pelo Sr. Presidente eleito para ser nomeado Ministro da Justiça e da Segurança Publica na próxima gestão. Apos reunião pessoal na qual foram discutidas politicas para a pasta, aceitei o honrado convite. Fiz com certo pesar pois terei que abandonar 22 anos de magistratura. No entanto, a perspectiva de implementar uma forte agenda anticorrupção e anticrime organizado, com respeito a Constituição, a lei e aos direitos, levaram-me a tomar esta decisão. Na pratica, significa consolidar os avanços contra o crime e a corrupção dos últimos anos e afastar riscos de retrocessos por um bem maior. A Operação Lava Jato seguira em Curitiba com os valorosos juízes locais. De todo modo, para evitar controvérsias desnecessárias, devo desde logo afastar-me de novas audiências. Na próxima semana, concederei entrevista coletiva com maiores detalhes.


Curitiba, 01 de novembro de 2018.

Sergio Fernando Moro









Se você não divulgar, a Globo não divulga: Compartilhe em "grupos" e alcance mais pessoas:






Inscreva-se no canal "PÁTRIA AMADA BRASIL"

Seguir; Aliança pelo Brasil

Seguir no twitter;




"NÃO DEIXE A VOZ DA DIREITA SILENCIAR" O jornalismo em que você confia depende de você. Colabore com o JORNAL 21 BRASIL, uma Imprensa livre e sem dinheiro público, doando qualquer valor. Obrigado de coração a todos vocês, Acesse:





Uma página 100% de DIREITA. Você pode e tem voz.



"Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem"





ALIANÇA PELO BRASIL: "Este é um momento histórico, onde a maioria silenciosa finalmente terá voz". Ajude o presidente, curta a Página


Canal, Pátria amada Brasil

Inscreva-se:

Gilmar assustado com delação de hacker, "mensagens que Mendes defendem são falsas"

Pátria amada Brasil até morrer!
Grupo Público · 50.197 membros
Participar do grupo
Temos total liberdade de apoiarmos a direita encabeçada por Jair Bolsonaro e depois Sergio Moro. junte-se a nós.




As mais lidas do dia