Receita Federal praticamente pede desculpas a Gilmar Mendes e não resultou em um processo de fiscalização contra o ministro

Por; Rosinaldo Pereira /colunista


A Receita Federal informou hoje que a investigação sobre Gilmar Mendes é preliminar e não resultou em um processo de fiscalização contra o ministro do STF, registra O Globo.



Em nota, o Fisco informou ainda que não há evidências de indícios de lavagem de dinheiro nas movimentações financeiras de Gilmar e de sua mulher, Guiomar, como consta de documento vazado na semana passada.



O pronunciamento da Receita ocorre após o ministro pedir a Dias Toffoli que tomasse providências em relação ao episódio.

Em um ofício, Gilmar classificou a investigação como “abuso de poder”.


Continue lendo....