destaque!

Fernando Haddad diz não estar preparado para passar quatro anos e seis meses na cadeia

O ex-candidato do PT a presidente da República, Fernando Haddad, está na iminência de ir fazer companhia para o ‘chefe’. O poste aca...





Apedido dos EUA, Rússia deve abandonar o apoio ao ditador Maduro que deve cair em questão de horas

(Sem Deus não há vida, sem família não há base para nada...)



Por; Rosinaldo Pereira








Acompanhe AO VIVO as últimas notícias da crise na Venezuela:




"A iminente queda de do ditador Maduro" 

Atualizado; 02/05 as12:01hrs Maduro convoca militares para ‘combater qualquer golpista’

“A hora de lutar chegou, chegou o momento de dar um exemplo para a história e para o mundo e dizer que na Venezuela há uma Força Armada leal,
-O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, pediu nesta quinta-feira às Forças Armadas que lutem contra “qualquer golpista”, após uma insurreição militar fracassada liderada pelo líder da oposição Juan Guaidó.

“Sim, estamos em combate, moral máxima nessa luta para desarmar qualquer traidor, qualquer golpista”, disse Maduro em ato com milhares de soldados, transmitidos pela televisão, em que o alto-comando militar reiterou sua lealdade.

Repetindo o slogan “sempre leal, traidores nunca”, o presidente assinalou que não deve haver medo frente a obrigação de desarmar as conspirações da oposição e os Estados Unidos.




Quarta-feira, atualizado; 19:38hrs -Maduro convoca autoridades e organizações para ‘corrigir os erros’
Nicolás Maduro disse que, no próximo sábado e domingo, vai reunir organizações sociais, partidos socialistas, governadores e prefeitos para ouvir propostas de mudanças do regime.


“Quero convocar uma grande jornada nacional de diálogo, de ação e de propostas de todo o poder popular para que digam o que devemos mudar, no grande plano de revolução bolivariana.  Quero assumir um plano para mudar, para corrigir os erros. Um grande plano de mudança, de correção, surgido do poder popular”, afirmou.






O secretário de Estado americano, Mike Pompeo, ligou para o ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, para pedir o fim do apoio militar a Nicolás Maduro, informa a Reuters.

Segundo a agência, disse que a aliança desestabiliza a Venezuela e coloca em risco a relação bilateral dos Estados Unidos com a Rússia.




-A crise venezuelana continua a marcar parte da agenda do Governo dos EUA. O chefe de Estado-Maior, general Joseph Dunford, disse nesta quarta-feira que a situação é "um pouco confusa" e que o Exército está "reunindo informações de inteligência para ter uma boa perspectiva", caso o presidente Donald Trump solicite.

O presidente Jair Bolsonaro aliado dos EUA, disse que, os relatos que chegaram ao Brasil são de que o comando militar venezuelano está rachado.


Guaidó discursa durante protesto em Caracas nesta quarta-feira 


-Alerta! A tentativa de depor Nicolas Maduro do Governo impulsionou a migração venezuelana ontem para o Brasil. Conforme o governo brasileiro, 848 venezuelanos deram entrada em Pacaraima (RR) . A média diária era de 300.





Seguir no twitter;

Continue lendo e deixe seu comentário....


-A esquerda quer nos calar! não deixe que isso aconteça, curta nossa página...


Deixe seu comentário aqui!


  • APÓS COMENTAR, VOLTE PARA CAPA
  • Compartilhe Agora




    1964 Pode voltar! -Inscreva-se no canal Pátria amada Brasil










    Bombando na WEB