Neste site tem: "Black Friday"







Gilmar Mendes, Lewandowski e Cármen Lúcia, anulam condenação da lava jato proferida por Sergio Moro

Em: __Por: Rosinaldo Pereira

__ 8/27/2019




Gilmar Mendes, Lewandowski e Cármen Lúcia, anulam condenação da lava jato proferida por Sergio Moro







Por 3 votos a 1, a Segunda Turma do STF anulou a condenação de Aldemir Bendine por corrupção e lavagem de dinheiro na Lava Jato.

Gilmar Mendes, Ricardo Lewandowski e Cármen Lúcia votaram por anular sentença proferida no ano passado por Sergio Moro.

Motivo: no processo, ele abriu prazo simultâneo para o ex-presidente da Petrobras e os executivos da Odebrecht apresentarem alegações finais, a última manifestação no processo.






A maioria entendeu que, para garantir a ampla defesa, Bendine deveria ter sido o último a se manifestar, após seus delatores. Por isso, o processo voltará a essa fase na primeira instância.

Ficou vencido Edson Fachin; Celso de Mello estava ausente, por licença médica.

O ex-presidente da Petrobras foi condenado por receber propina de R$ 3 milhões da Odebrecht para facilitar contratos.






Em março do ano passado, Moro o condenou a 11 anos de prisão; em junho deste ano, o TRF-4 reduziu a pena para 7 anos.

Ele estava prestes a voltar para a cadeia para começar a cumprir pena, assim que o TRF-4 julgasse os últimos recursos pendentes.

Com a decisão do STF, o processo volta à primeira instância.

Ao meu ver, me parece que a segundona ensaia a soltura do presidiário de curitiba, "lula". 



Se você não divulgar, a Globo não divulga: Compartilhe em "grupos" e alcance mais pessoas:


Seguir; Aliança pelo Brasil

Seguir no twitter;




Uma página 100% de DIREITA. Você pode e tem voz.



"Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem"


O jornalismo em que você confia depende de você. Colabore com a Imprensa livre sem dinheiro público, doando qualquer valor. Acesse:








ALIANÇA PELO BRASIL: "Este é um momento histórico, onde a maioria silenciosa finalmente terá voz". Ajude o presidente, curta a Página


Pátria amada Brasil até morrer!
Grupo Público · 50.197 membros
Participar do grupo
Temos total liberdade de apoiarmos a direita encabeçada por Jair Bolsonaro e depois Sergio Moro. junte-se a nós.

Destaque do dia..

Em menos de 24 horas, redes sociais do novo partido de Bolsonaro se aproxima de 300 mil seguidores

Na noite da última terça-feira (12), o presidente da República, Jair Bolsonaro, anunciou sua saída do PSL após muitas divergências com ...

As mais lidas do dia