.

JORNAL 21 BRASIL
Após desembarcar na Base Aérea de Brasília nesta quarta-feira (25/09/2019), a indígena Ysani Kalapalo foi até o Palácio da Alvorada, aceitando o convite da primeira-dama Michele Bolsonaro, para que ela conhecesse a residência oficial.

Ysani acompanhou o presidente Jair Bolsonaro (PSL) durante o discurso na abertura da 74ª Assembleia Geral da Organização das
Nações Unidas (ONU), e endossa seu posicionamento em relação à política indigenista e à tentativa de culpar as organizações não governamentais (ONGs) e os partidos de esquerda pela destruição da Amazônia.

Em entrevista a Metropoles, Ysani Kalapalo, foi direta no ponto e sem enrolação. -Detonou geral!.



"O que essa ONG vem fazendo? Recentemente, tiveram umas queimadas na minha aldeia, porque meu avô fez umas queimadas ali. A gente acionou equipes de todos os lugares, ONGs. Ninguém apareceu”, disse. “Quando o índio realmente precisa da ajuda deles (das ONGs), eles simplesmente viram as costas. Na minha visão, é um bando de filho da puta. Desculpe o termo, mas é com esse termo que eu me dirijo a eles”, disse Ysani".


Postagem Anterior Próxima Postagem