"Destaque do dia"


Escolha melhor seria o Mourão, diz Moro sobre ser vice de Bolsonaro

Ministro da Justiça Sergio Moro, nega intenção de disputar a Presidência ou integrar a chapa presidencial na próxima eleição, em 2022 O...




O golpe de gilmar de certo, a lava jato morreu, bandidos serão soltos, lula será o segundo

Em:
__ Dia e mês: 26.9.19




O golpe de gilmar de certo, a lava jato morreu, bandidos serão soltos, lula será o segundo




Seis ministros do Supremo Tribunal Federal ajudaram a moldar nesta quinta, 26, a chave que pode fechar as portas da Operação Lava Jato. O entendimento da maioria é de que réus delatados têm o direito de falar por último nos processos em que também há réus delatores.

Essa tese, levantada por diferentes defensores de condenados, pode, de acordo com algumas interpretações jurídicas, levar à anulação de processos envolvendo muitos políticos e empresários condenados pelo então juiz Sérgio Moro, hoje ministro da Justiça e Segurança Pública.



Um dos beneficiários da decisão pode ser o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. A defesa do petista já pediu anulação de duas condenações – a do triplex do Guarujá, caso pelo qual ele está preso, e a do sítio de Atibaia, em que ele foi condenado em primeira instância.

A sessão foi suspensa antes do voto de Dias Toffoli, presidente do Supremo, e do ministro Marco Aurélio Mello. Mas Toffoli antecipou que votará com a maioria, fortalecendo, assim, a tese de anulação de sentenças. O tema voltará à pauta na próxima quarta-feira, 2 de outubro.

A força-tarefa da Operação Lava Jato teme uma avalanche de habeas corpus para anular as condenações já existentes. Estima-se que 32 sentenças envolvendo 143 réus condenados poderão ser ‘meladas’.

O placar do momento é o seguinte: contra o entendimento de que delatores e delatados devem ter prazos diferentes para a entrega das alegações finais em uma ação penal, votaram os ministros Edson Fachin, Luís Roberto Barroso e Luiz Fux. A posição contrária foi adotada por Alexandre de Moraes, Ricardo Lewandowski, Rosa Weber, Cármen Lúcia, Gilmar Mendes e Celso de Mello.

Apesar de ainda faltarem os votos de Toffoli e de Marco Aurélio, a maioria já está garantida: 6 a 3. Na pior das hipóteses, pode ficar em 6 a 5. Isso, se for desconsiderado o anúncio de Toffoli, de que votará contrariamente ao relator, Edson Fachin.









Jornalista, articulista político. O que me interessa é a verdade. Sou de "Direita" conservador, amo o meu país.

Se você não divulgar, a Globo não divulga: Compartilhe em "grupos" e alcance mais pessoas:






Inscreva-se no canal "PÁTRIA AMADA BRASIL"

Seguir; Aliança pelo Brasil



"NÃO DEIXE A VOZ DA DIREITA SILENCIAR" O jornalismo em que você confia depende de você. Colabore com o JORNAL 21 BRASIL, uma Imprensa livre e sem dinheiro público, doando qualquer valor. Obrigado de coração a todos vocês, Acesse:





Uma página 100% de DIREITA. Você pode e tem voz.



"Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem"






ALIANÇA PELO BRASIL: "Este é um momento histórico, onde a maioria silenciosa finalmente terá voz". Ajude o presidente, curta a Página


Canal, Pátria amada Brasil

Inscreva-se:

O garantista Gilmar Mendes perdeu!

Pátria amada Brasil até morrer!
Grupo Público · 50.197 membros
Participar do grupo
Temos total liberdade de apoiarmos a direita encabeçada por Jair Bolsonaro e depois Sergio Moro. junte-se a nós.




As mais lidas do dia