Anúncio


Publicidade
Anúncio

Talvez você tenha perdido

Anúncio
Continuar depois da publicidade


Aras diz que Bolsonaro é vítima de um factoide



Augusto Aras disse para O Globo que Jair Bolsonaro é vítima no caso do depoimento do porteiro, que citou seu nome no caso de Marielle Franco:

“Os elementos que estou em mãos comprovam duas coisas: que ele não estava no Rio naquele dia, estava na dependência da Câmara Federal, e na audição do texto do porteiro não há elemento, no dia do evento, que se refere ao president

Em princípio, o presidente é vítima e, como tal, a investigação será encaminhada para a Procuradoria da República do Rio, para que, junto com a PF do Rio, proceda as investigações. Essas investigações só ficariam no Supremo Tribunal Federal e na PGR se, porventura, o presidente fosse indiciado, réu, ou tivesse em algum envolvimento. Em princípio, não há nada do presidente, a não ser a qualidade de ser vítima de um factoide.”

-O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ) convocou coletiva para as 15h30 com as promotoras de Justiça do Grupo de Atuação Especial no Combate ao Crime Organizado (GAECO/MPRJ).

O objetivo é tratar dos desdobramentos do caso Marielle.


Continua; O senador Márcio Bittar (MDB), um dos vice-líderes do governo no Congresso, disse a O Antagonista que tentar envolver Jair Bolsonaro na morte de Marielle Franco “é uma loucura”.


“Não tem cabimento que o presidente esteja envolvido com isso. Além do fato de que ele não estava lá [no Rio de Janeiro no dia do crime], não tem lógica. Por que a família ia se envolver  num troço desse, a troco de nada, sem ter o que ganhar?”

Bittar comentou também a reação do presidente à reportagem veiculada ontem no Jornal Nacional com o depoimento do porteiro do condomínio onde Bolsonaro morava.


“Agora, é lastimável essa guerra com a Globo e tal, enfim. E a gente não tem muito como ajudar. A gente fala, eu já falei nas poucas vezes em que eu pude, mas a natureza da pessoas se impõem, né?”

O QUE HÁ DE NOVO