.








A PF investiga se o criminoso tem conexões políticas ou agia como lobo solitário.

O homem que ameaçou matar Bolsonaro na sexta-feira e acabou preso pela Polícia Federal, pretendia cometer o atentado a faca no interior da Escola de Sargentos das Armas (ESA) de Três Corações (MG). Bolsonaro foi à solenidade de formatura do curso de sargentos. O suspeito, de acordo com a PF, trabalhava como terceirizado na ESA e aparecia em vídeos postados em redes sociais detalhando um atentado contra o Presidente da República. 



No domingo, logo depois da prisão do homem,  a PF cumpriu dois mandados judiciais de busca e apreensão, em Três Corações e Alfenas.

O homem, que tem 20 anos,  publicou fotos e vídeos em uma rede social que "comprometiam a segurança nacional e ameaçava, ainda, com efeito, frustrar a solenidade". Em uma das fotos, o jovem aparece dentro do quartel do Exército e coloca a seguinte frase: "inicia-se aqui a sequência de histórias onde estou infiltrado na toca do lobo, melhor dizendo, Exército brasileiro".

-Que Deus proteja o presidente Jair Bolsonaro. 

Deixe sua opinião

todos os comentários é de inteira responsabilidade do leitor

Postagem Anterior Próxima Postagem