Publicidade
Manobra do parlamento, cria Trecho em pacote anticrime dificulta a prisão preventiva de corruptos








Segundo informações do Antagonista, o pacote anticrime, originalmente proposto pelo ministro Sérgio Moro e severamente desidratado no decorrer do ano, acabou acumulando um “jabuti” que irá dificultar a prisão preventiva de corruptos, restringindo-a apenas a pessoas consideradas violentas.

O famoso “jabuti” nada mais é do que a inserção de um tema que não está relacionado com o projeto inicial – e que acontece com bastante frequência no Brasil.



Atualmente, o CPP (Código do Processo Penal) permite que a prisão preventiva seja solicitada se existirem provas do crime e indícios suficientes da autoria nos seguintes casos: para impedir novos crimes, para preservar investigações ou para impedir fugas.

O “jabuti” irá restringir acabar com tais prisões, que só acontecerão se se houver “perigo gerado pelo estado de liberdade do imputado”.

Resumindo: festa da impunidade para os criminosos do colarinho branco. Resta esperar que o “jabuti” seja alvo do veto de Bolsonaro.

Anúncio



AGORA DEPENDEMOS DE VOCÊ PARA CONTINUARMOS NO AR


O jornalismo em que você confia, conservador, depende de você. Colabore com a independência do JORNAL 21 BRASIL doando qualquer valor; "Doar é uma pratica que requer desapego.

Quero doar 10:


Quero doar 20:


Quero doar 30:

DEIXE SUA OPINIÃO:

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem

Naõ confie no Facebook. Compartilhe e alcance mais pessoas;



Anúncio
Postagem Anterior Próxima Postagem

Anúncio

Seja o primeiro a saber, click e participe do grupo, receba a próxima notícia no seu celular;




Anúncio Anúncio
--------------------------------------