Publicidade
Manifestantes ateiam fogo no Ministério da Agricultura em 2017, era tudo normal!







Chamas consomem edifícios do Ministério da Agricultura. Manifestantes revoltados invadem a capital do Brasil para dar o seu recado às elites.

Bombeiros chegam ao local de devastação enquanto observam a ira dos populares que atacam pedras em qualquer monumento da Esplanada dos Ministérios.

A Força Nacional é convocada para conter os militantes furiosos que correm para invadir o Ministério da Fazenda e também incendiá-lo.

Brasília vira um campo de batalha.

O Estado solicita que o Batalhão de Policiamento de Choque (BPChoque) e a cavalaria da PM controlem os protestos.

Os lideres da marcha não temem os agentes da lei com seus poderosos equipamentos de contenção. Em seus megafones, os comandantes do povo insuflam determinação nos seus soldados: “PM não tem o direito de acabar com o protesto.”

A polícia responde com bombas de efeito moral e gás de pimenta. Os militantes enfrentam as armas de efeito moral com pedaços de madeira, pedras, garrafas.

Depois de longas horas, a guerra acabou com duas pessoas feridas e uma detida.

3 anos depois, Sara Winter é detida por soltar fogos de artifícios em Brasília.

AGORA DEPENDEMOS DE VOCÊ PARA CONTINUARMOS NO AR


O jornalismo em que você confia, conservador, depende de você. Colabore com a independência do DENÚNCIA POLÍTICA doando qualquer valor; "Doar é uma pratica que requer desapego.

Quero doar 10:


Quero doar 20:


Quero doar 30:

DEIXE SUA OPINIÃO:

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem

Postagem Anterior Próxima Postagem

Anúncio

Anúncio

----

Anúncio




Anúncio