Neste site tem: "Black Friday"







URGENTE; Especialistas em legislação eleitoral afirmam que lula será candidato condenado ou não "ficha limpa não vale"

Em: __Por: Rosinaldo Pereira

__ 10/09/2017




URGENTE; Especialistas em legislação eleitoral afirmam que lula será candidato condenado ou não "ficha limpa não vale"




 Especialistas em legislação eleitoral afirmam que lula será candidato condenado ou não "ficha limpa não vale"


Especialistas em legislação eleitoral afirmam que há um risco tanto político quanto jurídico de concorrer nessa situação, mas que há viabilidade e que são inúmeros os casos de vereadores, prefeitos e deputados que concorreram com base em liminares 




conteudo; noblat.oglobo
A consolidação da tese, entre os petistas, de que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva deve concorrer à Presidência mesmo se for condenado pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) faz o partido traçar estratégias jurídicas para impedir eventual inelegibilidade pela Lei da Ficha Limpa e permitir que ele possa se candidatar sub judice.

veja também; STF está pronto para soltar lula assim que ele for preso
Especialistas em legislação eleitoral afirmam que há um risco tanto político quanto jurídico de concorrer nessa situação, mas que há viabilidade e que são inúmeros os casos de vereadores, prefeitos e deputados que concorreram com base em liminares na Justiça e acabaram eleitos.








Se você não divulgar, a Globo não divulga: Compartilhe em "grupos" e alcance mais pessoas:

Seguir no twitter;



"Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem"


O jornalismo em que você confia depende de você. Colabore com a Imprensa livre sem dinheiro público, doando qualquer valor. Acesse:









Pátria amada Brasil até morrer!
Grupo Público · 50.197 membros
Participar do grupo
Temos total liberdade de apoiarmos a direita encabeçada por Jair Bolsonaro e depois Sergio Moro. junte-se a nós.

Destaque do dia..

STF demora 63 anos para julgar processo e até advogados já morreram

No dia 31 de maio de 2019, depois de 63 anos,  o STF julgou o caso de Paulo Roberto Menezes que pedia para ser reconhecido como fil...

As mais lidas do dia