O financiador dos advogados de Adélio Bispo, que tentou matar Jair Bolsonaro apareceu

Por; Rosinaldo Pereira /colunista


Advogados de Adélio não revelam financiador


O Antagonista conta que ouvidos pela Polícia Federal em Minas Gerais, os advogados de Adélio Bispo, que tentou matar Jair Bolsonaro, não quiseram revelar a identidade de quem contratou o escritório.




Pedro Augusto Possa contou aos policiais que Zanone Júnior ficou responsável pelo contato com o patrocinador e que a primeira parcela dos honorários foi paga nos primeiros dias após a prisão.

Ele disse que até hoje, porém, recebeu apenas R$ 2,8 mil.




Fernando Magalhães, outro advogado da banca, contou que cobra em média R$ 200 mil por um caso do gênero.

Zanone alegou estar em viagem e pediu adiamento de seu depoimento. 




-Então, o patrocinador não sumiu como foi falado? leia aqui
Pelo visto, só não querem revelar o nome do patrão.

Continue lendo....