"Destaque do dia"


O garantista Gilmar Mendes é derrotado pela "lava jato"

O garantista Gilmar Mendes perdeu! Deltan Dallagnol resolveu processar Gilmar Mendes por danos morais, diz o Estadão. Ele pede 59...




Sergio Moro aceitou ser ministro para não depender das “jurisprudências” do STF, "O Supremo no seu devido lugar"

Em:
__ Dia e mês: 5.11.18




Sergio Moro aceitou ser ministro para não depender das “jurisprudências” do STF, "O Supremo no seu devido lugar"





Sergio Moro aceitou ser ministro para não depender das “jurisprudências” do STF


 

"O Supremo no seu devido lugar"


Se o Congresso, por exemplo, decidir mudar a lei, deixando claro que “trânsito em julgado” é a sentença em segunda instância, o que é perfeitamente constitucional, caberá ao STF cumprir a legislação e ponto final.

Com um Executivo forte, transparente e legitimado pelo voto e um Legislativo honesto e cumpridor dos seus deveres, o Supremo será colocado no seu devido lugar.


-Para colocar o STF no seu devido lugar, é preciso afastar alguns ministros, o caminho legal é o impeachment. Senadores a bola está com vocês.

E mais; Bolsonaro vai extinguir ‘TV Lula’









Se você não divulgar, a Globo não divulga: Compartilhe em "grupos" e alcance mais pessoas:






Inscreva-se no canal "PÁTRIA AMADA BRASIL"

Seguir; Aliança pelo Brasil



"NÃO DEIXE A VOZ DA DIREITA SILENCIAR" O jornalismo em que você confia depende de você. Colabore com o JORNAL 21 BRASIL, uma Imprensa livre e sem dinheiro público, doando qualquer valor. Obrigado de coração a todos vocês, Acesse:





Uma página 100% de DIREITA. Você pode e tem voz.



"Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem"






ALIANÇA PELO BRASIL: "Este é um momento histórico, onde a maioria silenciosa finalmente terá voz". Ajude o presidente, curta a Página


Canal, Pátria amada Brasil

Inscreva-se:

O garantista Gilmar Mendes perdeu!

Pátria amada Brasil até morrer!
Grupo Público · 50.197 membros
Participar do grupo
Temos total liberdade de apoiarmos a direita encabeçada por Jair Bolsonaro e depois Sergio Moro. junte-se a nós.




As mais lidas do dia