"Destaque do dia"


Assine o Abaixo assinado para retirada do especial de natal da Netflix, "Uma desfeita de Cristo"

Abaixo assinado chega a mais de 1,3 milhões, para a retirada do especial de natal da Netflix, uma vergonha! O Especial de Nat...




BOMBA! Médica cubana diz ter feito campanha do PT a mando da ditadura

Em:
__ Dia e mês: 3.12.18




BOMBA! Médica cubana diz ter feito campanha do PT a mando da ditadura








Na Crusoé, Duda Teixeira relata que a médica cubana Tatiana Carballo Gomez diz ter feito campanha para o PT a mando da ditadura, enquanto integrava o Mais Médicos. E que teve de pedir permissão para parar de cumprir essa, digamos, missão oficial.



Leia:
Uma das médicas cubanas que estão processando a Organização Panamericana de Saúde (Opas) por causa do programa Mais Médicos é Tatiana Carballo Gomez, que hoje vive no estado americano de Kentucky. No processo, ao qual Crusoé teve acesso, ela conta que estava clinicando na Venezuela quando foi convocada para trabalhar no Brasil.










Jornalista, articulista político. O que me interessa é a verdade. Sou de "Direita" conservador, amo o meu país.

Se você não divulgar, a Globo não divulga: Compartilhe em "grupos" e alcance mais pessoas:






Inscreva-se no canal "PÁTRIA AMADA BRASIL"

Seguir; Aliança pelo Brasil



"NÃO DEIXE A VOZ DA DIREITA SILENCIAR" O jornalismo em que você confia depende de você. Colabore com o JORNAL 21 BRASIL, uma Imprensa livre e sem dinheiro público, doando qualquer valor. Obrigado de coração a todos vocês, Acesse:





Uma página 100% de DIREITA. Você pode e tem voz.



"Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem"






ALIANÇA PELO BRASIL: "Este é um momento histórico, onde a maioria silenciosa finalmente terá voz". Ajude o presidente, curta a Página


Canal, Pátria amada Brasil

Inscreva-se:

O garantista Gilmar Mendes perdeu!

Pátria amada Brasil até morrer!
Grupo Público · 50.197 membros
Participar do grupo
Temos total liberdade de apoiarmos a direita encabeçada por Jair Bolsonaro e depois Sergio Moro. junte-se a nós.




As mais lidas do dia