Acabou a valentia, agora líder do MST quer negociar

Por; Rosinaldo Pereira /colunista



O MST deve receber o tratamento adequado e as invasões de terras não podem ser toleradas.

O líder do MST, João Pedro Stédile, contumaz na ousadia de fazer ameaças a sociedade, mudou o tom.


Ele agora quer “paz” e pretende “negociar”.
“Nós não temos interesse nenhum em violência, porque quando a disputa entrar neste patamar, quem vai perder? Nós, né. Eles têm os pistoleiros, a polícia e o juiz. Nós queremos paz e negociar”.

Enfim, acabou a valentia.


Continue lendo....