Uma página a serviço do Brasil:

Deltan Dallagnol, não vai perder seu tempo, "não irei ao Congresso falar sobre mensagens roubadas de forma criminosa"





Chefe da força-tarefa da Lava-Jato, Deltan Dallagnol, enviou comunicado ao Senado e à Câmara nesta segunda-feira informando que não irá ao Congresso para falar sobre as mensagens vazadas do seu aplicativo Telegram. Veja o que escreveu Deltan:


O Congresso Nacional é uma das Instituições mais relevantes em nossa democracia e corresponsável pela definição dos rumos do país, como um dos poderes da República. Como membro do Ministério Público, Instituição essencial à Justiça, tenho por função constitucional desempenhar trabalho de natureza técnica perante o Judiciário, outro poder, situação distinta daquela de agentes públicos vinculados ao Poder Executivo. Esse trabalho técnico consiste em investigar fatos e buscar a aplicação da lei penal de modo eficiente e justo, de acordo com a Constituição e com as leis, atividade funcional sujeita à apreciação do Poder Judiciário.

Diante disso, muito embora tenha sincero respeito e profundo apreço pelo papel do Congresso Nacional nos debates de natureza política que realiza e agradeça o convite para neles participar, acredito ser importante concentrar na esfera técnica minhas manifestações sobre mensagens de origem criminosa, cuja veracidade e autenticidade não reconhecemos, e que vêm sendo usadas para atacar a Operação Lava Jato.”

-apoiado!


Compartilhe e alcance mais pessoas:

Seguir no twitter;



Deixe sua opinião, é muito importante:

Uma página de Direita, tudo sobre Moro e Bolsonaro:











Notícias Relacionadas

  • Volte para capa e leia mais >>>>> Leia mais...

  • .Direto da Fonte, com Rosinaldo Pereira

    .O lado oculto da política