.

Atenção:



Movimentação na sede da Polícia Federal, no Rio de Janeiro, durante operação da força-tarefa da Lava-Jato. A operação teve início após a delação do dono do frigorífico JBS, Joesley Batista, que entregou à 
Procuradoria-Geral da República uma
gravação do senador Aécio Neves pedindo a ele R$ 2 milhões.


A Lava-Jato no Rio não para. Outra operação já está engatilhada na PF para os próximos dias.

E mais; Prisão em segunda instância com os dias contados no STF
A prisão em segunda instância está mesmo com os dias contados no STF. Até ministros favoráveis à medida admitem seu fim. A ida de Lula ao semiaberto eliminou as resistências ao tema.
Postagem Anterior Próxima Postagem