Publicidade
Diante da pressão popular em apoio ao governo, Davi Alcolumbre calou-se sobre os vetos de Bolsonaro




O presidente do Senado, Davi Alcolumbre, silenciou-se diante da pressão dos apoiadores do governo, que marcaram ato para o dia 15 contra as decisões do Congresso Nacional, registra o Estadão.

Um grupo de senadores (Centrão), cobram de Alcolumbre que mantenha o propósito para derrubar os vetos do governo sobre a emendas parlamentares. -O único problema é que não há votos suficientes para derrubar os vetos. -O Centrão agoniza.

O Congresso Nacional precisa respeitar os vetos do presidente Jair Bolsonaro. -São corretos e justo perante o Orçamento. 

A sociedade de bem precisa reagir em apoio ao governo imediatamente. -Se o veto 52 "que promove farra para parlamentares em ano eleitoral" for derrubado, R$ 30,1 bilhões em emendas serão liberados pelos próprios parlamentares. -E o mais grave ainda, tudo isso em ano eleitoral. 

A derrubada do veto "52" está marcada para amanhã, terça-feira (3). 

Fala-se em desistência da tentativa de derrubar os vetos.

O "foda-se" está funcionando.

E mais; Twitter apagado pela Embaixada da Espanha "parlamentarismo"  era de interesse de "Rede Globo e Maia" (vídeo)

Assista;





Anúncio



AGORA DEPENDEMOS DE VOCÊ PARA CONTINUARMOS NO AR


O jornalismo em que você confia, conservador, depende de você. Colabore com a independência do JORNAL 21 BRASIL doando qualquer valor; "Doar é uma pratica que requer desapego.

Quero doar 10:


Quero doar 20:


Quero doar 30:

DEIXE SUA OPINIÃO:

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem

Naõ confie no Facebook. Compartilhe e alcance mais pessoas;



Anúncio
Postagem Anterior Próxima Postagem

Anúncio



Anúncio Anúncio
--------------------------------------