Anúncio


Publicidade
Anúncio

Talvez você tenha perdido

Anúncio
Continuar depois da publicidade


Padre que chamou Bolsonaro de bandido pede desculpas




Dom José Roberto Fortes Palau, bispo da região onde atua o padre que chamou Jair Bolsonaro de “bandido” durante a transmissão de uma missa (assista aqui), divulgou nota sobre o episódio.

O bispo afirmou que “infelizmente” trecho da homilia do padre Edson Adélio Tagliaferro “ganhou repercussão midiática pelo uso de palavras inadequadas” em referência ao presidente.

Ainda de acordo com o bispo, o padre “reconhece que se excedeu em suas palavras e pede desculpas ao Exmo. Sr. Presidente da República e a todos que se sentiram de algum modo atingidos”.


Dom José Roberto disse também que “qualquer opinião pessoal e isolada não representa a posição da Diocese de Limeira” e concluiu o texto afirmando que a Igreja Católica “não se identifica com nenhuma ideologia ou partido político”.

Veja também; Padre Zezinho repreende padre que falou mal Bolsonaro: “Não use o púlpito para dividir o povo católico!”

O QUE HÁ DE NOVO