Publicidade
Rosa Weber 'desligou' supercomputadores que somavam os votos nos TREs e não criou plano de contingência



Publicidade
--- ---




 



A decisão de centralizar a totalização de votos no TSE foi tomada na gestão de Rosa Weber, antecessora de Luís Roberto Barroso na Presidência do tribunal. Antes, a soma dos votos era feita por 27 supercomputadores nos TREs, com outras 27 máquinas de backup para emergências.

Rosa avaliou que o custo para manter o sistema era alto demais e não renovou os contratos.


Não está claro quais os dados oficiais do TSE sobre os custos e também quais avaliações foram usadas pela ministra para tomar sua decisão.

A mudança de procedimento foi feita sem o planejamento de um sistema de contingência para emergências do gênero.


Anúncio



AGORA DEPENDEMOS DE VOCÊ PARA CONTINUARMOS NO AR


O jornalismo em que você confia, conservador, depende de você. Colabore com a independência do JORNAL 21 BRASIL doando qualquer valor; "Doar é uma pratica que requer desapego.

Quero doar 10:


Quero doar 20:


Quero doar 30:



Basta clicar e se inscrever no canal, é simplis!

DEIXE SUA OPINIÃO:

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem

Naõ confie no Facebook. Compartilhe e alcance mais pessoas;



Anúncio
Postagem Anterior Próxima Postagem

Anúncio

Seja o primeiro a saber, click e participe do grupo, receba a próxima notícia no seu celular;




Anúncio Anúncio --------------------------------------



Anúncio Anúncio