PF descobre que advogado recebeu um pagamento de honorários de 25 mil reais “Caso Adélio”

Por; Rosinaldo Pereira /colunista


Livro-caixa de escritório registra pagamento de R$ 25 mil por “Caso Adélio”

O delegado Rodrigo Morais Fernandes, responsável pelas investigações sobre o atentado a Jair Bolsonaro, disse a Crusoé que a PF segue tentando descobrir se há “uma organização criminosa ou um grupo político” por trás do crime.



O caminho é saber quem financiou a defesa de Adélio.


Nas buscas feitas na manhã desta sexta-feira, a PF apreendeu uma folha do livro-caixa do escritório do advogado Zanone Júnior que registra um pagamento de honorários de 25 mil reais relacionado, conforme consta da anotação, ao “Caso Adélio”.



Não há, porém, qualquer indicação de quem fez o pagamento.

-É preciso a quebra de sigilo bancário dos advogados do criminoso.

E mais; O mandante do atentado a Bolsonaro








Continue lendo....