Moro condena ex-gerente da Petrobras que recebeu "bastão da propina" a 15 anos de prisão

Por; Rosinaldo Pereira /colunista

Moro condena ex-gerente da Petrobras que recebeu "bastão da propina" a 15 anos de prisão


Moro condena ex-gerente da Petrobras que recebeu "bastão da propina" a 15 anos de prisão



O ex-gerente da Petrobras Roberto Gonçalves foi condenado a 15 anos e dois meses de prisão nesta segunda-feira (25) pelo juiz Sergio Moro, responsável por processos da Operação Lava Jato na Justiça Federal do Paraná. Moro sentenciou Gonçalves pelos crimes de corrupção passiva, lavagem de dinheiro e organização criminosa.

Segundo a sentença, Gonçalves recebeu propina total de R$ 12,8 milhões das construtoras Odebrecht e UTC relativas a contratos de consórcios dos quais as empresas faziam parte para obras no Comperj (Complexo Petroquímico do Estado do Rio de Janeiro), localizado na cidade de Itaboraí. Além disso, o ex-gerente foi condenado por lavar o dinheiro no exterior, por meio de contas secretas.

Gonçalves foi o sucessor de Pedro Barusco na gerência de Engenharia da Petrobras. Segundo a força-tarefa da Lava Jato no MPF-PR (Ministério Público Federal no Paraná), Barusco teria passado o "bastão da propina" para Gonçalves. 




Continue lendo....